A fita adesiva é resistente às condições climatéricas?
A fita adesiva também é sensível a alterações climatéricas?

A fita adesiva também é sensível a alterações climatéricas?

Não é só a aplicação que é importante na seleção da fita adesiva certa. O ambiente também desempenha um papel importante – por vezes, é necessária uma fita resistente às condições climatéricas. Por vezes, as fitas têm de suportar o contacto com ácidos ou tensão mecânica constante.



Fita adesiva: Resistente às condições climatéricas e resistente em geral

A exposição extrema aos raios UV pode fazer com que o adesivo em algumas fitas adesivas adira mais firmemente à superfície, tornando-o difícil de remover mais tarde. Pelo contrário, as temperaturas elevadas ou o frio extremo podem suavizar ou endurecer o adesivo. O adesivo rompe-se ou "separa-se". Pode evitar tudo isto escolhendo o adesivo certo exatamente para as condições em que a fita adesiva será usada.

Resistente a condições extremas

Fita de reboco estruturada premium para aplicações profissionais tesa®, 33m:50mm
Fita de reboco estruturada premium para aplicações profissionais tesa®, 33m:50mm

Não são só as condições climatéricas, ou seja os raios UV, a humidade ou as diferenças de temperatura que influenciam a adesividade, mas há outros fatores com um papel importante. Por isso temos sempre em consideração as condições estruturais em que a fita vais ser usada quando desenvolvemos ou aperfeiçoamos fitas.

A temperatura a que vai ser exposta a fita adesiva será demasiado elevada ou extremamente baixa? Deverá, por exemplo, suportar os 160 °C de um túnel de secagem a quente na zona de pintura de um fabricante de automóveis sem sofrer quaisquer danos? Durante quanto tempo a fita adesiva estará exposta a estas condições? Deverá fixar com segurança partes de elementos de fachadas de um edifício alto durante um terramoto – e fazê-lo durante 20 anos, também?

Ou haverá algo a exercer fricção sobre a fita adesiva, por exemplo, o cabo enrolado na parte do motor de um automóvel? Pode ser exposta a substâncias químicas? A fita adesiva poderá estar em contacto com óleo ou ácidos sem sofrer quaisquer danos? Só depois de respondermos a todas as questões é que combinamos o adesivo e o suporte com as propriedades ideais para a respetiva finalidade.

read more

Fita adesiva num ensaio de resistência

método de teste de I&D
fitas tesa numa câmara de teste de envelhecimento acelerado

Os requisitos de uma fita adesiva podem ser extremos. Para começar, e para demonstrar que as fitas adesivas tesa® conseguem “resistir” bem, têm de dar provas disso no nosso laboratório tesa. Atualmente, a nossa empresa usa mais de 200 testes na área da investigação e desenvolvimento . Antes de um produto estar pronto a passar ao ativo, tem de passar nos exames finais. Tem de suar, congelar, esticar e passar muitos outros testes.

Por exemplo, tem de suportar temperaturas de -40 °C a +150 °C com humidade entre 25 e 95 por cento. As nossas fitas adesivas têm de ser tão resistentes como exigido pelas suas aplicações futuras para que possam sair para o mundo e fixar tudo o que for preciso.

read more